Centro de Turismo Equestre foi vitória da persistência

Muita gente torcia o nariz quando eu cobrava apoio aos cavalos e charretes de aluguel. Ainda em 2008 mostrei aos secretários municipais que era preciso criar um núcleo que conjugasse elementos para garantir a boa saúde dos animais, oferecesse suporte aos alugadores e possuísse um receptivo para os turistas. Porém, ao contrário disso, os cavalos acabaram empurrados para longe do Capivari. A situação caminhava para o desaparecimento da atividade. Denunciei ativamente esse descaso no Jornal Todo Dia (publicado na internet), no Facebook e até no Jornal da Associação Comercial.

Animais ficam em baias cercados de conforto

Foi uma campanha árdua, mas que terminou com uma grande vitória em favor dos cavalos e do turismo. Refiro-me ao Centro de Turismo Equestre, erguido no Beira Rio. Bem organizado, o CTE se compõe de baias, bebedouro e cochos individuais, sala para atendimento veterinário, estações de banho dos cavalos, recepção, banheiro, estacionamento, bancos e até playground. Enfim, uma estrutura notável, que valorizou os alugadores, revitalizou a atividade e criou um novo polo turístico no Capivari.